Clima, terra e logística.
Terras a preços competitivos, o clima tropical e a estabilidade política e econômica, dão ao Brasil uma vantagem competitiva única para o investimento florestal.

Os países concorrentes estão na Ásia e na África, mas os primeiros com alta densidade populacional e os segundos, com grande instabilidade política não são capazes de oferecer as mesmas condições, isso sem considerar a significativa perda da variabilidade genética já ocorrida .

Uma das mais importantes influências na velocidade de crescimento da vegetação é o clima. A distinção não é apenas em relação a magnitude de áreas quentes, mas também à constância e a uniformidade. O incremento volumétrico das árvores é afetado por vários fatores ambientais, mas a incidência da temperatura, da energia solar e da chuva são os principais.

Sem considerar os aspectos ambientais, uma floresta plantada é mais produtiva do que a ocorrente nas florestas naturais. Além de uma produção madeireira maior por hectare, as florestas plantadas promovem uniformidade, facilitam a colheita, o transporte e a industrialização madeireira. Outro aspecto importante é que essas plantações propiciam recursos às restaurações ecossistêmicas das áreas de Preservação Permanente e recomposição da Reserva Legal.

As plantações podem ser localizados em terrenos adequados, perto dos centros de consumo e processamento, com acesso mais fácil e, assim, reduzir o custo de transporte.