A humanidade sempre dependeu e usou as florestas para abrigo, comida e combustível, mas há uma diferença significativa entre o uso de recursos e gerenciá-los. Por definição, a gestão é um processo de exercer o controle com o objetivo de alocar benefícios.

Pouca atenção foi dada sobre os impactos, a taxa de regeneração, e sobre a futura sobrevivência das florestas e das espécies que dependem de sua existência. Florestas eram vistas como um recurso infinito, explorados até a exaustão e os custos ambientais ignorados.

A madeira é indispensável, e devido à sua disponibilidade e características, foi um dos primeiros materiais a ser utilizado pela humanidade. Apesar do advento dos produtos sintéticos, continua a ser um dos materiais mais utilizados na arquitetura e engenharia civil, devido à sua resistência, versatilidade, funcionalidade, variedade e beleza.